É comum atualmente encontrar em rótulos de cosméticos a informação de ser “não comedogênico”. Para obter essa alegação é necessária a realização de testes que avaliem a comedogenicidade do produto. Quer saber mais sobre quais testes são esses? Continue lendo abaixo!

O que significa ser não comedogênico?

Primeiramente, é importante dizer que comedões tratam-se de obstruções por queratina e sebo de poros da pele, isto é, orifícios a partir dos quais um duto leva ao exterior da pele a produção da glândula sebácea, sendo mais popularmente conhecidos como cravos.

Nesse contexto, um produto não comedogênico é aquele que não promove o entupimento dos orifícios da pele, não contribuindo, então, para a formação de cravos. Entretanto, vale ressaltar que tais produtos não necessariamente realizam o tratamento contra o aparecimento de comedões, esses na verdade reduzem as chances do surgimento desses.

Quais os tipos de testes comedogênicos?

Existem duas maneiras principais de realizar testes para avaliar a comedogenicidade de um produto: “Ensaios de comedogenicidade em uso” e “Comedogenicidade em Patch Test”. Em relação aos ensaios de comedogenicidade em uso, este avalia as condições da pele, bem como a incidência de lesões comedônicas em indivíduos de pele oleosa e/ou com tendência a acne, após um período de uso do produto, segundo as orientações do fabricante.

Quanto ao teste de comedogenicidade em Patch Test, esse é realizado em voluntários com tipo de pele e morfologia determinadas, de forma que é aplicado o produto, em quantidades padronizadas, em patch, ou seja, em um adesivo à pele do indivíduo, trocado periodicamente. Nesse contexto, é avaliado se na região submetida à aplicação do produto houve o surgimento de comedões.

Índice comedogênico

A partir da realização dos testes é possível estabelecer o grau comedogênico de cosméticos, o qual foi determinado primeiramente pela metodologia proposta por Kligman e Fulton. Nesta, a comedogenicidade é avaliada através da aplicação do produto na orelha de coelhos. Dessa maneira, determinou-se o seguinte índice, em uma escala de 0 a 5:

  • 0 – Não obstruem os poros;
  • 1 – Baixa probabilidade de obstrução dos poros;
  • 2 a 3 – Probabilidade moderada de obstrução dos poros;
  • 4 a 5 – Alta probabilidade de obstrução dos poros.

Por que é importante realizar esse teste?

A realização do teste de comedogênico é vantajosa, uma vez que torna o produto mais acessível ao público consumidor que possuem pele oleosa e/ou com tendência à acne, pois assim garante que o cosmético não irá favorecer a obstrução dos poros, que pode ocasionar no surgimento de cravos.

Quero realizar um teste comedogênico, a Farmacon Jr pode me ajudar?

A Farmacon Jr, apesar de não realizar o teste de comedogenicidade em si, pode te auxiliar a terceirizar esse serviço, além de realizar todas as etapas necessárias para desenvolver um produto cosmético no mercado. Para saber mais entre em contato conosco clicando aqui.

Referências

Beauts

Sallve

Ecolyzer

ANVISA

Allergisa

Quer receber atualizações dos nossos conteúdos, promoções exclusivas e um ebook especial sobre a COVID-19 e seus cuidados?

Então inscreva-se agora! Basta informar os dados abaixo. É fácil, rápido e totalmente gratuito!