As boas práticas de armazenamento dos medicamentos são indispensáveis para a preservação de todo e qualquer fármaco de natureza perecível. Manter a estabilidade dos medicamentos durante sua produção, distribuição e armazenamento é fundamental para garantir sua eficácia, reduzir perdas e por fim controlar problemas na saúde. Leia nosso texto abaixo para mais informações!

Atividades de Armazenamento

O armazenamento nada mais é do que um conjunto de procedimentos técnicos e administrativos que envolvem seis grandes atividades, que são:

Recebimento de medicamentos: examinar e conferir os medicamentos detalhadamente, observando as informações contidas nas embalagens dos produtos, bem como seu documento de solicitação.

Estocagem: organização dos medicamentos em espaço pré-estabelecido, a fim de obter segurança e rapidez na retirada., sem esquecer das

Segurança: proteção do medicamento armazenado, em especial contra danos físicos, furtos e roubos.

Conversação: manter a estabilidade dos medicamentos a fim de preservar as características físico-químicas dos medicamentos.

Controle de estoque: registro de entrada, saída e estocagem de medicamentos.

Entrega: medicamentos devem chegar ao paciente com a garantia de condições adequadas de acordo com a necessidade de cada item armazenado.

Fatores que afetam os medicamentos

Os que afetam os medicamentos durante o processo de armazenamento, são os fatores extrínsecos, estando todos relacionados às condições ambientais e que dentro de um armazém podem ser controlados e  monitorados. Os principais fatores de controle são:

Temperatura: é a responsável direta pelo maior número de alterações e/ou deteriorações nos medicamentos. Temperaturas fora do padrão pré-estabelecido não são indicadas, porque aceleram a indução de reações químicas e a decomposição dos medicamentos, alterando sua eficácia.

Umidade: altos índices de umidade podem afetar a estabilidade dos medicamentos, favorecendo também o crescimento de fungos e bactérias no produto.

Luminosidade: o ambiente onde serão armazenados os medicamentos deverá, de preferência, ter uma iluminação artificial com lâmpadas fluorescentes, pois caso os raios solares estiverem diretamente sobre os medicamentos, haverá a aceleração de processos de degradação do medicamento.

Manuseio: fator crítico dos medicamentos, pois uma vez que seu manuseio seja inadequado. Toda a equipe, incluindo os motoristas, devem ser conscientes dos itens que transportam, possuindo treinamento adequado quanto ao manuseio e transporte dos medicamentos.

Ventilação: a circulação do ar no ambiente de armazenagem deve ser mantida para conservar bem os produtos. Em caso de temperaturas naturais, a estocagem deve ter espaçamento adequado entre os produtos e o local deve ter janelas ou elementos vazados que facilitem a ventilação natural. Já nos ambientes com temperaturas abaixo ou acima do ambiente (câmaras e estufas), faz-se necessário uma boa distribuição dos medicamentos nesses espaços para que ocorra a circulação correta do ar (quente ou frio).

Onde estocar os medicamentos?

A estocagem dos medicamentos é totalmente dependente da dimensão, do volume de produtos existentes para serem estocados, do espaço disponível e das condições de conservação que são exigidas de cada item. Os principais equipamentos que podem ser utilizados para armazenar medicamentos são:

Estrados/Pallets

São plataformas horizontais de tamanhos variados e de fácil manuseio, são ideias para movimentação de grandes volumes. Podem ser de inúmeros tipos de materiais, tais como madeira, plástico, borracha e alumínio. Os de madeira são os mais utilizados, porém estes absorvem bastante umidade e poeira (itens prejudiciais, como já falamos acima), por isso, algumas empresas têm trocado pelos estrados de borracha. Além disso, os de borracha são mais fáceis de limpar e podem possuir uma diversidade de cores, criando “setores mais fáceis” de serem identificados.

Prateleiras

É o meio de armazenamento mais econômico e simples também. Sua utilização é direcionada para produtos leves e estoques reduzidos. As prateleiras devem manter determinada distância das paredes e do teto, a fim de evitar zonas de calor e facilitar a circulação interna do ar. Outro detalhe importante é sobre o empilhamento dos medicamentos, deve-se obedecer às recomendações dos fabricantes quanto ao limite de peso e quantidade de volumes a serem empilhados (normalmente essa informação consta na caixa). Os produtos empilhados devem ser amarrados conforme orientação da empresa e também devem ter uma distância entre eles, as paredes e o teto. Tudo para manter a estabilidade do medicamento.

Armários

Em geral os armários são recomendados para o armazenamento de medicamentos de controle especial, conforme a Portaria, 344/98.

Como estocar os medicamentos ? 

O farmacêutico deve garantir que os medicamentos sejam guardados na ordem cronológica dos lotes de fabricação, ou seja, dos mais antigos para os mais novos. Isso é relevante para que os produtos não percam o prazo de validade antes de serem colocados para venda, o que ocasiona prejuízo para a farmácia.

Legislação para farmácias

A Anvisa publicou em 31/03/2020 a RDC nº 360/2020, que altera a RDC n° 304, de 17 de setembro de 2019, resolução responsável pelas Boas Práticas de Distribuição, Armazenagem e de Transporte de Medicamentos. Os principais artigos da resolução que dizem respeito a armazenagem de medicamentos são:

Art. 49. Os medicamentos avariados devem ser retirados dos estoques utilizáveis e armazenados separadamente como reprovados.

Art. 50. As condições de armazenagem dos medicamentos devem seguir as especificações do detentor do registro.

Art. 51. Os medicamentos não devem ser posicionados diretamente no chão ou encostados nas paredes, devem guardar distância mínima do telhado e não devem estar em locais de incidência direta da luz solar.

Art. 52. Os paletes devem ser de material que permita a limpeza e não constitua fonte de contaminação, tais como madeira tratada, alumínio ou materiais plásticos.

Art. 53. A armazenagem deve obedecer a um endereçamento lógico que evite trocas e forneça a localização inequívoca dos quantitativos armazenados.

Art. 54. A armazenagem deve obedecer à configuração de carga estabelecida para o medicamento.

Parágrafo único. O disposto também se aplica durante o transporte, armazenagem em transporte ou quando da guarda por operadores logísticos.

Art. 55. Devem ser realizados inventários periódicos do estoque.

Parágrafo único. As discrepâncias no inventário devem ser registradas e investigadas para assegurar que não tenham ocorrido misturas, faturamentos incorretos ou furtos.

 

Está precisando de ajuda com o controle de estoque da sua farmácia ? Gostaria de treinar seus funcionários para seguir as Boas Práticas de Armazenagem de Medicamentos ? Entre em contato conosco clicando aqui.

Quer receber atualizações dos nossos conteúdos, promoções exclusivas e um ebook especial sobre a COVID-19 e seus cuidados?

Então inscreva-se agora! Basta informar os dados abaixo. É fácil, rápido e totalmente gratuito!