A erva baleeira está presente em toda costa brasileira, sendo considerada daninha em diversas regiões do país. Apesar disso, possui diversas propriedades medicinais, sendo utilizada pelos caiçaras para curar dores e traumas. Ficou curioso e gostaria de saber mais sobre o assunto? Leia nosso texto abaixo!

O que é a Erva Baleeira?


Popularmente conhecida como Maria Milagrosa e cientificamente denominada de Cordia verbenacea, a erva baleeira é uma planta nativa do Brasil, estando presente nas regiões litorâneas e leste brasileiro. É amplamente utilizada na medicina caseira devido às suas diversas propriedades, sendo encontrados vários compostos químicos na erva baleeira, como seu óleo essencial e flavonóides.

Portanto, devido às suas propriedades terapêuticas e a ampla presença no território brasileiro, esta planta é utilizada como fitoterápico para várias comorbidades, sendo uma opção na medicina alternativa, além de estar presente também na culinária como tempero.

Propriedades e Benefícios

Apesar da sua fácil propagação, um benefício da erva baleeira é que ela pode ser cultivada em vasos através do plantio de suas sementes.  Além disso, a erva baleeira é conhecida pelas suas propriedades antiinflamatória, cicatrizante, diurética, antiartrítica, analgésica, tônica e antiulcerogênica. Além disso, ela possui uma substância chamada humuleno, a qual é encontrada em seu óleo essencial, que confere à planta a atividade antiinflamatória em alergias respiratórias. 

Na fitoterapia, é utilizada para várias doenças, como:

  • Artrite reumatóide
  • Artrose
  • Dores musculares
  • Tendinites
  • Gota
  • Problemas gastrointestinais
  • Nevralgias
  • Contusões
  • Feridas externas
  • Úlcera

Formas de Usar

A erva baleeira possui várias formas farmacêuticas que podem ter via de administração externa ou interna. Popularmente, é feito o chá de erva baleeira para uso interno, mas, no caso de problemas gastrointestinais, existem técnicas para o preparo da planta na forma de tintura (extrato), sendo recomendado pingar gotas de água morna para reduzir o teor alcoólico do seu extrato, o qual poderia piorar o quadro de irritação gástrica. 

Além disso, também pode ser usada em formas farmacêuticas externas, como: 

  • Gel
  • Pomada
  • Emplastro
  • Creme 
  • Óleo para massagem.

Efeitos Colaterais e Contraindicações

Estudos in vivo mostraram que não há toxicidade relacionada e não houve relatos de efeitos adversos. Entretanto, foram descritas interações medicamentosas do uso da erva baleeira com outros fármacos.

Dessa forma, é válido ressaltar que, por falta de estudos, é desaconselhável a utilização da erva baleeira por gestantes, sendo sempre válido ressaltar a importância de se consultar um médico antes do início do seu uso.

Ficou interessado nas propriedades e benefícios da erva baleeira? Gostaria de adicionar esta planta na sua formulação cosmética? Entre em contato conosco clicando aqui

Referências:

Oficina de ervas

Horto – UFSC

G1 Globo

Óleo essencial da erva baleeira

Quer receber atualizações dos nossos conteúdos, promoções exclusivas e um ebook especial sobre a COVID-19 e seus cuidados?

Então inscreva-se agora! Basta informar os dados abaixo. É fácil, rápido e totalmente gratuito!