Escolha uma Página

Mais de metade da população brasileira é negra, e cada vez mais esse público vem buscando por produtos específicos para o cuidado de sua pele. Antes, haviam poucos produtos disponíveis para pele negra, porém esse cenário está mudando. É fato: a pele negra possui algumas particularidades em relação à outros tons de pele, assim como os cuidados com a mesma também devem ser diferenciados. Confira agora um pouco mais sobre as particularidades da pele negra e como melhorar seu cuidado! 

Características da pele negra

A pele negra, por produzir mais elastina e colágeno a partir dos fibroblastos (células presentes na pele), é mais lisa. Isso porque tais células garantem maior firmeza à pele e seus constituintes auxiliam no processo de cicatrização da mesma. Com isso, a pele negra é menos suscetível à presença de linhas de expressão, flacidez e vincos.

Nas extremidades do corpo e nas articulações, como joelhos e cotovelos, a pele negra possui menos índice de hidratação. Já no rosto há maior tendência à oleosidade, devido ao perfil das suas glândulas sebáceas e sua maior atividade. 

Além disso, outra característica de destaque é a grande produção de melanina que, em conjunto com a atividade dos fibroblastos, garantem à esse tom de pele uma fotoproteção naturalmente maior.

Pensando em todas essas diferenças, é essencial que a pele negra receba cuidados especiais, adequados às suas características.

Quais cuidados a pele negra deve ter?

A maior presença de melanina não pode ser uma justificativa para a ausência do uso do filtro solar. De fato, a incidência de câncer de pele nessa população é menor devido a essa característica. Entretanto, o uso do filtro solar (FPS 30) diariamente é sempre indicado para diminuir ainda mais esse percentual.

O uso de esfoliante também é um cuidado interessante de se habituar, pois a foliculite, ou seja, os pelos encravados, ocorrem com maior frequência nesse tipo de pele. Outro cuidado a ser considerado é o uso de cosméticos com vitaminas, uma vez que a maior quantidade de melanina diminui a absorção de alguns desses nutrientes, tais como a vitamina D.

Além disso, a pele do corpo é mais seca e, devido a isso, investir na sua hidratação vai trazer ótimos resultados para garantir a maciez.

Como o mercado brasileiro atende esse público?

Diferentemente do que trazem as propagandas de cosméticos, retratando em sua grande maioria apenas pessoas brancas, a população brasileira é constituída por mais da metade (53,6%) de negros. Felizmente, as linhas de cosméticos vêm se expandindo para atender esse público consumidor, e passando a contemplar as necessidades dessa parcela significativa de brasileiras e brasileiros. 

As mulheres negras estão cada vez mais se identificando com a própria beleza, na tentativa de realçar não apenas o seu tom de pele, como também seus fios naturais. Nesse contexto, as empresas estão investindo em produtos que atendam a pluralidade de tons de pele existente no Brasil. É um ramo que está em alta, e que busca não apenas fazer com que homens e mulheres tenham opção de comprar produtos específicos para sua pele e cabelos, mas também para que se identifiquem com produtos e sintam-se valorizados. 

Quais produtos são os mais indicados para o cuidado com a pele negra?

Com já mencionado, o uso do filtro solar é indicado para esse tipo de pele – uma vez que é mais suscetível à presença de manchas (hiperpigmentação) e sua aplicação é válida para as regiões do rosto e do corpo.

Já para o rosto de forma específica, recomenda-se o uso de hidratantes oil-free, sabonetes para pele oleosa e anti-agings com vitamina C. Esses produtos são utilizados para peles oleosa/mista com maior propensão a manchas, ou seja, ideais para a pele negra.

Para o corpo, um maior investimento em hidratantes com maior potencial de hidratação (presença de glicerina, óleos, lanolina) é bem-vindo. Com isso,  é possível proporcionar uma maior maciez à pele e combater o ressecamento. 

Diante de todo esse contexto, é nítido que a pele negra precisa de cuidados diferenciados e há uma grande demanda por produtos para esse público.O mercado brasileiro percebeu essa necessidade e esse ramo se mostra promissor para o ano de 2020.

Gostou da nossa publicação? Tem interesse em lançar uma marca própria com cosméticos para a pele negra? Fale conosco agora, clicando aqui!