Escolha uma Página

Por serem compostos químicos muito usados como conservantes, os parabenos estão presentes em diversos cosméticos: shampoos, hidratantes, perfumes, maquiagens. Saiba porquê é melhor evitar esse componente!

Parabenos

A indústria cosmética utiliza parabenos como conservantes, já que esses compostos garantem um produto livre de crescimento fúngico e bacteriano. Além disso, o baixo custo é outro fator que os torna muito atrativos para as indústrias.

Porém, o uso de parabenos pode ter um alto custo para a saúde do consumidor: esses compostos podem interferir no nosso sistema endócrino. Eles são absorvidos pela pele e entram na circulação sanguínea, passando a agir como disruptores hormonais (alteram nosso sistema hormonal, podendo causar prejudicar nossa saúde).

Por isso, o uso dessas substâncias é bem controlado no Brasil, e seu limite de concentração máxima determinado pela Anvisa é de 0,4% de cada parabenos e 0,8% de parabeno total no cosmético.

Riscos à saúde

Esses compostos químicos podem causar irritações, alergias, sensibilidade cutânea e envelhecimento precoce da pele. Mas, esses são os menores problemas: estudos ligam o uso de parabenos ao desenvolvimento de câncer. Os estudos apontam que esse componente pode se acumular no corpo.

Foram observadas concentrações de parabenos no tecido cancerígeno dos seios, num experimento publicado no Journal of Applied Toxicology, em 2004, que observou 20 casos de câncer de mama. Além desse tipo de câncer, essas substâncias também estão associadas ao desenvolvimento de melanoma, o câncer de pele mais grave de todos.

E não é só a nossa saúde que é prejudicada, pois parabenos também são agentes poluentes ao meio ambiente.

Alternativas ao uso

Os parabenos usados nas formulações devem ser descritos no rótulo do produto. Sendo assim, o primeiro passo é ler as embalagens dos produtos e fugir daqueles que citam o uso de “parabeno”, “paraben” ou semelhantes.

Cosméticos naturais e veganos são uma alternativa aos produtos com essas substâncias perigosas. Feitos com matéria-prima de origem vegetal, esses produtos não são tão agressivos à nossa saúde e nem ao meio ambiente. Por isso, esses tipos de cosméticos ganham cada vez mais espaço no mercado consumidor atual.

As marcas estão parando, aos poucos, de usar esses compostos, mas, por enquanto, vale a pena ficar de olho nos produtos que utilizamos.

Quer saber como investir em cosméticos livres de parabenos, naturais ou veganos? Entre em contato conosco!