A informação nutricional é de extrema importância, pois informa ao consumidor sobre as propriedade nutricionais dos alimentos. Além disso, a informação nutricional é considerada obrigatória segundo a RDC nº 360/03 da ANVISA. Mas ela é obrigatória para todos os alimentos? Descubra agora no conteúdo abaixo!

O que é rotulagem nutricional?

A rotulagem nutricional consiste em uma descrição sobre a composição de um alimento. Assim, por meio da rotulagem dela é possível informar aos consumidores sobre a composição nutricional do produto, como também a descrição dos seus ingredientes.

Dessa forma, essa informação nutricional pode ser encontrada nos rótulos dos alimentos, sendo especificados: o valor energético, quantidade de carboidratos, proteínas, gorduras totais, trans e saturadas, fibra alimentar e sódio.

Quer saber mais sobre o nosso serviço de rotulagem nutricional? Clique aqui!

Por que a rotulagem é importante?

A informação nutricional visa a garantia e a entrega de um produto de qualidade ao seu cliente. Além de informar a constituição do alimento a ser adquirido, atua na segurança do consumidor. E na prevenção de problemas técnicos do decorrer da comercialização dos seus produtos.

Com isso, a rotulagem agrega valor ao produtor, aumentando a confiança e satisfação do consumidor, sendo considerada um fator decisivo na hora da compra.

Quer saber mais sobre a importância da rotulagem nutricional? Clique aqui e saiba mais detalhes sobre o assunto!

A informação nutricional é obrigatória para todos os alimentos?

Segundo a Resolução RDC nº 230/03, a rotulagem nutricional é obrigatória para todos os produtos embalados na ausência do consumidor e que são vendidos prontos para o consumo.Assim, alguns alimentos encontram-se isentos da obrigatoriedade de possuir uma informação nutricional, sendo eles:

  • As águas minerais e demais águas destinadas ao consumo humano;
  • As bebidas alcoólicas;
  • Os aditivos alimentares e coadjuvantes de tecnologia;
  • As especiarias, como pimenta do reino, cominho, noz moscada, canela e outros;
  • Os vinagres;
  • O sal (cloreto de sódio);
  • Café, erva mate, chá e outras ervas sem adição de outros ingredientes;
  • Os alimentos preparados e embalados em restaurantes e estabelecimentos comerciais, prontos para o consumo, como por exemplo, sanduíches embalados, sobremesas do tipo flan ou mousses ou saladas de frutas e outras semelhantes.
  • Os produtos fracionados nos pontos de venda a varejo, comercializados como pré-medidos. Alimentos fatiados como queijos, presuntos, salames, mortadelas, entre outros.
  • As frutas, vegetais e carnes in natura, refrigerados ou congelados;
  • Produtos que possuem embalagens com menos de 100 cm² (esta dispensa não se aplica aos alimentos para fins especiais ou que apresentem declarações de propriedades nutricionais).

Portanto, saiba se o seu alimento enquadra-se nas classificações acima e, caso contrário, garanta já uma rotulagem nutricional para o seu alimento, a fim de evitar problemas legais e alavancar ainda mais as suas vendas.

Ainda não possui rotulagem nutricional para o seu produto? Tem interesse em adquirir esse serviço ou saber mais informações sobre o assunto? Entre em contato conosco aqui!

Quer receber atualizações dos nossos conteúdos, promoções exclusivas e um ebook especial sobre a COVID-19 e seus cuidados?

Então inscreva-se agora! Basta informar os dados abaixo. É fácil, rápido e totalmente gratuito!