Escolha uma Página

Glúten é um conjunto de proteínas encontrado nos grãos de trigo, cevada , centeio e malte. Em algumas pessoas, a ingestão de glúten (presente em pão, macarrão, biscoito e cerveja) pode causar uma reação imunológica denominada doença celíaca, condição que gera um grande desconforto. Venha saber mais sobre esse assunto!

A doença

Desta forma, quando um celíaco consome esses produtos, as partículas não digeridas das proteínas do glúten (devido à deficiência de uma enzima responsável pela quebra da substância no organismo do indivíduo) passam pela parede intestinal e o sistema imunológico gera uma reação auto-imune, causando uma inflamação grave no intestino e interferindo na absorção de nutrientes.

Trata-se de uma doença genética, que não tem cura, mas que pode ter seus sintomas melhorados com base em uma dieta sem glúten. Os sintomas que acometem pessoas celíacas, geralmente, são: sensação de inchaço após ingestão de alimentos com glúten, diarreia, perda de peso, etc.

Normalmente, a doença é diagnosticada na infância, quando acontece o primeiro contato com os cereais, entretanto pode aparecer em qualquer fase da vida. Além disso, o diagnóstico é realizado por meio da dosagem de anticorpos em uma amostra de sangue, ou biópsia por gastroscopia, que verifica se há atrofia das vilosidades das células do intestino, ou ainda por testes genéticos.

Sensibilidade ao Glúten

Muitas pessoas apresentam intolerância ao glúten, porém em seu diagnóstico têm a doença celíaca e a alergia ao trigo descartadas, apesar de apresentarem sintomas de ambas as patologias. Essas pessoas são sensíveis ao glúten, uma intolerância sintomática, e não genética. Isso pode ser uma condição temporária, sendo possível curá-la após um período de dieta livre de glúten.

Viver sem Glúten

Recentemente, a ImmusanT (empresa estadunidense de imunoterapia) anunciou que a vacina para doença celíaca está na fase 2 de testes. Além disso, a empresa informou que a vacina já passou por ensaios clínicos que comprovam sua segurança e eficácia.

Entretanto até esta ser disponibilizada, os celíacos devem adotar uma dieta com ausência de glúten para se verem livres dos sintomas que causam tanto incômodo. Ainda assim, é importante frisar que o indivíduo deve sempre ter orientação e acompanhamento médico, pois mudanças radicais na alimentação podem causar alterações na microbiota intestinal.

Assim, cada vez mais observa-se que a rotulagem nutricional é de extrema importância nos rótulos dos produtos alimentícios, visando não somente fornecer as informações acerca do conteúdo calórico e das macromoléculas importantes (proteínas, gorduras e carboidratos), mas também para informar ao consumidor final se o produto contém ou não glúten. Com isso, é possível ajudar a minimizar o sofrimento causado pela ingestão da substância pelos celíacos, contribuindo com a qualidade de vida dos mesmos.

Quer fazer a rotulagem nutricional do seu produto e garantir que seus consumidores saibam exatamente a composição do que você está oferecendo para ele? Entre em contato conosco!