Escolha uma Página

Que maquiagens e cosméticos possuem um prazo de validade que deve ser respeitado, todos já sabem. Mas por qual motivo? Como esse tempo é determinado? Confira agora como é feita e qual a importância da determinação do prazo de validade de um produto cosmético!

Porque é importante haver um prazo de validade?

São dois os motivos principais que tornam fundamental a determinação do prazo de validade: a perda da efetividade do produto e a intolerância ao mesmo, com o passar do tempo. Um creme clareador pode perder sua capacidade de clarear, assim como um protetor solar de proteger dos raios solares. Intolerâncias, reações alérgicas ou então infecções também podem acontecer em razão do tempo prolongado de armazenamento. Conservantes são substâncias adicionadas a esses produtos a fim de aumentar a sua durabilidade – sendo um dos fatores que interferem no prazo de validade, evitando o crescimento de microrganismos. A lista de conservantes regulamentados muda de país a país e no Brasil a ANVISA é responsável por ela. 

Como é determinada a validade de um cosmético?

Já o prazo de validade de uma formulação cosmética, é determinado por testes de estabilidade (que são inúmeros). A ANVISA possui um “Guia de estabilidade de produtos cosméticos”, porém eles não são padronizados. Dessa forma, os testes e os critérios de aprovação são definidos pelo fabricante de acordo com as condições do produto a ser testado. No geral, os testes simulam as condições de uso do produto, antecipam problemas da formulação e do acondicionamento. Ao final, determinam o tempo em dias, meses ou anos que o produto possui as mesmas condições que tinha quando “novo” – garantindo qualidade e segurança ao consumidor. 

O que a ANVISA diz

Um fato interessante é que no Brasil há apenas a exigência do prazo de validade do produto fechado. Porém, a validade dos produtos abertos não é exigida pela ANVISA, embora alguns fabricantes informem na embalagem. Mesmo os testes de estabilidade já considerando as condições normais ou previsíveis de uso, o tempo de validade após aberto ainda é menor que do produto fechado. Portanto, seria interessante passar essa informação ao consumidor. 

“Após a abertura da embalagem, o produto fica mais vulnerável às diversas formas de decomposição. Assim, o consumidor deve seguir as instruções de uso e de armazenamento indicadas pelo fabricante e procurar consumir o produto dentro do prazo de validade original, mesmo que já o tenha aberto”, informa a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Está interessado em desenvolver um produto cosmético? Precisa saber qual o prazo de validade de um produto que já possui? Entre em contato conosco agora!

Fontes

http://portal.anvisa.gov.br/documents/106351/107910/Guia+de+Estabilidade+de+Produtos+Cosméticos/