A prática da atenção farmacêutica pelos profissionais da área vem trazendo benefícios para os pacientes, como também para o estabelecimento em que é feito. Confira abaixo mais sobre a atenção farmacêutica e como ela tem fidelizado os clientes nas farmácias!

O que é Atenção Farmacêutica?

“A atenção farmacêutica é o conjunto de ações voltadas à promoção, proteção e recuperação da saúde, tanto individual como coletiva, sendo o medicamento a via utilizada para cuidar e melhorar a qualidade de vida da população”, resolução nº 338, de 6 de maio de 2004, do Conselho Nacional de Saúde.

Resumindo, refere-se ao cuidado direto que o farmacêutico presta aos seus pacientes. A orientação na compra, uso e descarte do medicamento, promove o uso correto e consciente do mesmo, sendo feita através de um atendimento humanizado e cuidadoso.

Como essa prática surgiu?

Esse segmento surgiu da necessidade de adotar um foco maior em relação ao paciente. Diante disso, em 1993, na Declaração de Tóquio, a Organização Mundial da Saúde (OMS) definiu a Atenção Farmacêutica como um conceito de prática profissional.

No Brasil, a Lei Federal 13.021/2014 regulamentou o serviço de assistência farmacêutica para assegurar o cuidado e a recuperação da saúde nos estabelecimentos públicos e privados, além de diversas resoluções de diretoria colegiada (RDC) da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), que atribuem ao farmacêutico a prática da atenção com o usuário.

Como a Atenção Farmacêutica é realizada?

Para que essa prática se torne efetiva, é imprescindível a criação e implementação de um Projeto de Atenção Farmacêutica no estabelecimento de atuação do profissional. 

O projeto evidencia a otimização do serviço, sendo analisado o perfil dos pacientes que frequentam a farmácia, o registro de doenças com maior ocorrência e como devem ser tratadas. Além disso, deve conter a maneira de abordagem do farmacêutico perante a: 

  • Administração do fármaco
  • Efeitos colaterais e indesejáveis
  • Posologia correta de uso
  • Características do medicamento
  • Sua toxicidade
  • Interações com alimentos e outros fármacos

Esse projeto, além de melhorar os resultados dos tratamentos medicamentosos, pode fidelizar os clientes, os quais sempre estarão a procura de um tratamento melhor, mais informativo e mais humanizado. Afinal, os pacientes que recorrem às farmácias, muitas vezes, estão em uma condição de fragilidade. Então ao ser bem acolhido, voltará mais vezes àquele local. 

Gostaria de aperfeiçoar ou colocar em prática a atenção farmacêutica no seu estabelecimento? Entre em contato conosco clicando aqui!

 

Referências:

CFF

IPOG

IPED

Farmacêuticas

Purifarma

Guia da Farmácia

 

 

Quer receber atualizações dos nossos conteúdos, promoções exclusivas e um ebook especial sobre a COVID-19 e seus cuidados?

Então inscreva-se agora! Basta informar os dados abaixo. É fácil, rápido e totalmente gratuito!