As tabelas nutricionais são extremamente úteis para informar de forma detalhada o conteúdo nutricional dos alimentos, mostrando a composição em  termos de macronutrientes (carboidratos, proteínas e gordura) e micronutrientes (vitaminas e minerais). Dessa forma, precisam estar presentes em qualquer alimento embalado ou comercializado fora do olhar do consumidor.

Qual a importância das tabelas nutricionais?

As tabelas nutricionais têm um papel crucial ao disseminar e facilitar o entendimento das informações sobre o valor nutricional dos alimentos. Elas representam ferramentas essenciais na promoção de hábitos alimentares saudáveis e equilibrados, capacitando as pessoas a tomarem decisões informadas sobre o que consomem.

Como ler uma tabela nutricional?

  • Inicie pela porção:

A porção é a quantidade típica de alimentos recomendada para o consumo de um adulto saudável, e pode ser localizada logo na primeira linha da tabela. Essa medida é estabelecida como padrão para tornar mais fácil a compreensão do consumidor e possibilitar comparações com produtos similares.

É essencial que os rótulos dos alimentos incluam a quantidade de nutrientes por porção e também para cada 100g ou 100 ml do produto. Essa informação é de grande relevância, pois alguns rótulos podem indicar, por exemplo, apenas 50 calorias na porção de 100g. No entanto, se a embalagem contiver 400g de produto, o consumo total será de 200 calorias. A presença desses detalhes permite ao consumidor uma compreensão precisa do valor nutricional em diferentes quantidades de consumo do alimento.

  • Macronutrientes e micronutrientes:

Nesta parte, será informada a quantidade de calorias e de cada nutriente dentro da porção determinada (100ml ou 100g). Assim, é fundamental realizar-se pesquisas e ter ciência da função nutricional, benefícios e malefícios de cada nutriente, sendo os principais: carboidratos, proteínas, fibras, sódio, gorduras saturadas, gorduras totais e gorduras trans.

  • Valor diário (%VD)

A porcentagem do valor diário (%VD) indica a quantidade de um determinado nutriente (como carboidratos, proteínas, sódio, entre outros) presente em uma porção do produto, comparada com a quantidade que uma pessoa média deveria consumir em um dia, baseado em 2000 calorias. É importante ressaltar que esse valor pode variar de acordo com as necessidades individuais de cada pessoa.

Se uma porção de 20g de pão apresentar um %VD de 10% para açúcar, isso indica que consumir uma porção desse produto fornece 10% da quantidade total de açúcar recomendada para o dia em uma dieta de 2000 calorias, por exemplo.

Para garantir uma dieta saudável e equilibrada, é recomendado dar preferência a produtos com baixos %VD para gorduras saturadas, gorduras trans e sódio, enquanto opta-se por produtos com alto %VD para fibras alimentares.

  • Lista de ingredientes

A lista de ingredientes mostra os elementos contidos no produto e deve seguir uma ordem decrescente, ou seja, os ingredientes presentes em maior quantidade são listados no início, enquanto os que estão em menor quantidade são apresentados no final da lista.

Tabela nutricional frontal

A tabela nutricional frontal, precisa estar contida na embalagem de qualquer alimento que apresente um grande teor de componentes prejudiciais à saúde, como: Açúcar, gorduras e sódio. Essa categoria de tabela é simbolizada por meio de uma lupa, como uma forma de alerta, a qual deve ser posicionada na parte frontal e superior das embalagens.

Se interessou pelo nosso texto? Venha conhecer um pouco mais sobre os nossos serviços clicando aqui.

Referências:

Tua Saúde 

MedPrev